Vender Empresa:

Tenho um interessado em COMPRAR minha empresa

E agora? O que fazer?

Vender empresa: A primeira recomendação é de entender se a empresa e o empresário estão no melhor momento para a venda. As vezes, a venda não será a solução para os problemas do dia a dia (ou seja, não vai apagar incêndio).

Vender empresa com resultados ruins, na maioria das vezes, é sinônimo de uma péssima venda, então, analise bem se vender é a melhor solução. Por outro lado, nenhum empresário é eterno em sua empresa. Desta forma, o processo de saída de um negócio é algo inevitável, seja para a sucessão familiar, profissionalização ou venda para terceiros.

Além disso, a mudança de controle é tão certa como os anos de vida que se passa. Então, a melhor prática de mercado é de dar prioridade para o assunto e planejar a 'venda'. Quanto mais rápido o empresário toma a decisão de entender e diagnosticar antecipadamente essa ação, melhor resultado terá da operação.

A primeira ferramenta que irá apoiar se agora é o melhor momento para a venda é a Avaliação da Empresa (Valuation). Saber o valor justo de uma empresa é um dos primeiros passos para a tomada de decisão. Como existem vários métodos de mercado para avaliação, recomendo que o empresário estude os principais métodos e defina o mais cabível para sua empresa.

Temos um vídeo que explica detalhadamente os principais métodos de avaliação e qual método é o mais indicado para cada situação. 

Veja:

Outro aspecto fundamental é a confidencialidade. Infelizmente, no Brasil, vender uma empresa pode gerar boatos de que a empresa não vai bem. Então, a recomendação é de total confidencialidade sobre esse assunto.

Além disso, antes de abrir informações da empresa para o comprador interessado, solicite a assinatura de um termo de confidencialidade (o chamado NDA), ele irá proteger as informações que serão disponibilizadas ao interessado.

Procure pesquisar quem é o possível comprador – consulte se ele terá capacidade financeira para a operação e se está em conformidade com CNDs (certidão negativa de débito), protestos, processos jurídicos, por exemplo.

Além do valor da empresa, uma negociação envolve outras características tão importantes quanto. Podemos citar alguns exemplos como:

  • Os prazos e condições para pagamentos, as responsabilidades que serão assumidas após a venda, por quanto tempo o antigo sócio irá atuar;
  • Garantias que irão suportar a negociação;
  • Direito a voto nas futuras decisões;
  • Remuneração dos sócios;
  • Regras de saídas futuras da sociedade;
  • Como será a nova atuação na gestão;
  • Regras de demissões, entre outras.

Como podem ver, a venda é muito mais que uma operação comercial, ela é um grande projeto que irá negociar muito esforço e trabalho que fez com que o empresário chegasse até aqui.

Então, recomendo que o empresário procure uma consultoria especializada em operações de fusões e aquisições. Garanto que ela irá apoiar para a operação ocorrer da melhor maneira dando segurança ao empresário e maximizando o valor.

Escrevi um e-Book: 'O que todo empresário precisa saber antes de vender uma empresa? Com 10 ações essenciais antes de se vender uma empresa'. Nele consta um detalhamento para o empresário que está passando por esse momento.

Preencha os campos e baixe agora o e-Book:

Prof. Jaziel Pavine de Lima
jaziel@valorebrasil.com.br

Especialista em avaliação de empresas pela FUNDACE USP e FIPECAFI
Professor do curso de Valuation na pós graduação da Estácio, Unisescon e BI Internacional
Founder e diretor na Valore Brasil – Consultoria especializada em valuation, fusões & aquisições e gestão baseada no valor.

[whatsapp]