fbpx

Fluxo de caixa descontado

POR QUE O MÉTODO FLUXO DE CAIXA DESCONTADO É O MAIS INDICADO?

  1. Considera os ativos tangíveis e intangíveis
  2. Considera o valor da marca
  3. Considera o futuro do mercado
  4. Considera o capital intelectual
  5. Analisa as informações financeiras históricas
  6. Considera a conjuntura econômica
  7. Considera o risco do negócio
  8. Considera os clientes e fornecedores
  9. Considera a necessidade de reinvestimento em ativos
  10. Considera a necessidade de reinvestimento em giro

O FLUXO DE CAIXA DESCONTADO NÃO É INDICADO QUANDO A EMPRESA APRESENTA PREJUÍZO OPERACIONAL, QUANDO AS INFORMAÇÕES NÃO SÃO CONFIÁVEIS OU QUANDO NÃO HÁ INFORMAÇÕES DE PREMISSAS DO MERCADO DA EMPRESA.

O Fluxo de Caixa descontado é um método que tem como um dos principais pilares dar segurança de que o cálculo será neutro, por isso ele irá considerar referências históricas para aplicar nas projeções, mesmo que os pressupostos possam mudar essa direção depois. Assim sendo, o método irá exigir informações históricas do negócio para apoiar no entendimento e performance dos resultados. Os principais dados históricos são:

No método fluxo de caixa descontado, o valor é mensurado com base em benefícios futuros que a empresa poderá gerar, ele é bem mais completo que os métodos anteriores, pois melhor retrata o valor justo do negócio. Contempla a previsão do ambiente externo (consumidores, concorrência, conjuntura econômica, globalização, etc) o qual irá impactar na estimativa futura do crescimento das receitas, dos custos e das despesas num prazo predeterminado. O método também considera o risco de acordo com o segmento que a empresa está inserida e o custo do capital no tempo para os acionistas e para terceiros.  Além disso, torna-se indicado por estar em conformidade com as novas regras contábeis que prescreve que “Ativo é um recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e do qual se espera que resultem futuros benefícios econômicos para a entidade”.

Demonstrações financeiras;

Matriz e filiais;

Regime de tributação;

Confiança nas informações contábeis;

Certificações;

Órgão de regulamentação/Entidades de classe, etc;

Principais clientes e fornecedores;

Planejamento Estratégico.

Veja nossa palestra Avaliação de Empresas pelo método do Fluxo de Caixa Descontado

PREMISSAS DE CRESCIMENTO DE MERCADO

O Valuation pelo método fluxo de caixa descontado irá projetar a empresa no futuro, por isso as premissas de crescimento são um dos grupos mais importantes para a elaboração do cálculo, pois elas irão balizar o quanto a empresa avaliada irá crescer no período explícito.

Nesta etapa é fundamental entender na essência os setores que influenciam diretamente na cadeia do negócio, principalmente nas vendas (clientes) e na operação (fornecedores). Seguem alguns exemplos de pressupostos que podem influenciar na avaliação:

Indicadores setoriais

  • Alimentos
  • Saúde
  • Educação
  • Agronegócio
  • Segurança
  • Beleza
  • Tecnologia

Indicadores econômicos

  • Preço das fontes de energia: petróleo, elétrica, gás, etc
  • Taxa de Juros da Economia
  • Taxa de Inflação
  • Taxa de Câmbio
  • Evolução do PIB

PREMISSAS DE CRESCIMENTO DE MERCADO EXEMPLOS DE FONTES

premissas-fluxo-de-caixa-descontado

PROJEÇÕES DE LUCROS FUTUROS

No cálculo utilizando o método fluxo de caixa descontado um dos principais fatores que irá influenciar no método é o LUCRO FUTURO, pois ele irá projetar o resultado da empresa no futuro.

O Lucro Futuro será projetado conforme um período de crescimento, acima da média de mercado, que seja possível de ser quantificado ano a ano.

O Lucro Operacional projetado é o indicador chamado NOPAT (detalhado na próxima página).

CONCEITO DO NOPAT

O NOPAT é um indicador financeiro que representa o lucro operacional líquido de um negócio. A sigla corresponde a “Net Operating Profit After Taxes” (lucro operacional líquido após os impostos). O NOPAT retrata melhor a realidade do resultado de uma empresa.

nopat-fluxo-de-caixa-descontado

Saiba mais no vídeo abaixo:

Você pode conhecer mais sobre nossa consultoria especializada em avaliação de empresa pelo método por fluxo de caixa descontado.

NECESSIDADE DE INVESTIMENTO EM ATIVOS (CAPEX)

São investimentos futuros em ativos necessários para que as projeções de crescimento se sustentem, fator relevante no método fluxo de caixa descontado. Utiliza-se a sigla CAPEX (do inglês Capital Expenditure). Uma das formas de se calcular o CAPEX é através da análise histórica de investimentos e cria-se um percentual da receita bruta.

Exemplos:

  • Desenvolvimento de novos produtos;
  • Expansão da atividade empresarial;
  • Máquinas e equipamentos;
  • Modernizações;
  • Tecnologia;
  • Pesquisa e desenvolvimento, etc.

NECESSIDADE DE INVESTIMENTO EM GIRO (NIG)

São investimentos financeiros futuros necessários para que as projeções de crescimento se sustentem. Utiliza-se a sigla NIG (Necessidade de Investimento em Giro). O NIG é a variação a cada período explícito do prazo de recebimento e estoque com o prazo de pagamento das contas circulantes e cíclicas.

ATIVOS CÍCLICOS

Considera:
>Contas de clientes;
>Estoques;
>Títulos a receber;
>Despesas Antecipadas;
>Adiantamentos a Fornecedor, etc. Não considera:
>Aplicação Financeira não utilizada no período;
>Impostos a compensar, etc.

PASSIVOS CÍCLICOS

Considera:
>Contas de fornecedores;
>Salários a pagar;
>Impostos operacionais à recolher (ICMS/IPI);
>Contas a pagar;
>Adiantamento de Clientes, etc. Não considera:
>Financiamentos;
>Imposto de renda a pagar;
>Dividendos a pagar, etc.

NECESSIDADE DE INVESTIMENTO EM GIRO (NIG) – EXEMPLO

UMA EMPRESA REALIZA:
VENDA DE R$1.000 – PRAZO 180 DIAS
E GASTOS TOTAIS DE R$500 – PRAZO 30 DIAS COMO FICA A NECESSIDADE DE GIRO?

dre-fluxo-de-caixa-descontado

O NIG SERÁ O CAPITAL NECESSÁRIO PARA MANTER A EMPRESA ATÉ O RECEBIMENTO DO CAPITAL DADO DE PRAZO PARA O CLIENTE. SE A EMPRESA NÃO TIVER CAPITAL DE GIRO, ELA IRÁ QUEBRAR ANTES DE REALIZAR O LUCRO.

[whatsapp]